"A reflexão não tem lado predefinido e não se apoia em binarismos." Convidamos você eleitora e eleitor a uma reflexão sobre a importância das eleições legislativas. Conheça e participe da Campanha: "A Lição de Casa da Cidadania".
Procurar no site:
   Cidadania e Reflexão / Educação / Sobre Religião
A Lição de Casa da Cidadania (campanha)
Memorial do Cidadão
Cidadania
Educação
Política
Utilidade Pública
Entidades e Serviços
em destaque

Dom Reginaldo Andrietta
Bispo de Jales

“Este pobre grita e o Senhor o escuta”, do Salmo 34, é o lema da Semana da Solidariedade, da Igreja Católica no Brasil, que culmina com a Jornada Mundial dos Pobres, deste 18 de novembro, criada pelo Papa Francisco. Por meio dessa Semana, a Igreja promove mais intensamente ações solidárias em prol da superação da pobreza. Essas ações podem ser pequenas diante de realidades tão desafiadoras, mas são significativas e promissoras.

Árvores frondosas nascem de pequenas sementes. Aliás, o grão de mostarda é um exemplo utilizado por Jesus para falar sobre o potencial de seu Reino (cf. Mc 4,30-32). Nós mesmos nascemos de gametas observáveis somente por microscópio. Nas sementes e nos gametas estão as potencialidades da vida. Em condições favoráveis se desenvolvem. Suas energias e as sinergias dos seres que geram são reveladoras da existência de Deus.

Somos um pouco cegos para enxergá-lo. No entanto, é fácil vê-lo ao aproximamos os olhos da realidade que está ao nosso alcance, ou seja, nossa história permeada de alegrias e dramaticidades, marcada por tempos de paz e de turbulências. Aí está Ele. Nós o vemos em meio dos pobres, dos enfermos, dos marginalizados e até dos injustamente condenados, enfrentando complicações com autoridades. Seu nome? Filho de Deus, Jesus Cristo.

Aí está Ele, falando de um certo Reino, o seu Reino; convidando todos a entrarem nessa realidade totalmente nova. Só alguns acreditam, deixam seus interesses exclusivamente particulares, o seguem e o anunciam com convicção e sem medo. Os poderosos de sua época, na Palestina, pretensamente donos da lei, desconfiaram que seu Reino de Justiça viesse substituir a sociedade tão “certinha” que eles haviam criado para justificar seus privilégios.

Eliminaram-no? Engano. O autor da vida não morre e jamais abandona o propósito de efetivar seu Reino. Ele continua presente nos que estão sendo impedidos de viver conforme a dignidade que Ele nos deu, e naqueles que os amam. Aí está Ele, presente na história do povo sofrido que não perde a fé e a esperança, manifestando-se nos que defendem a vida, lutam pelo bem comum e constroem uma sociedade de relações fraternas e justas.

Entre seus seguidores há muitos jovens generosos, dedicados aos que têm rostos abatidos por falta de oportunidades. Poucos lhes dão igual importância. A Semana da Solidariedade une os que os amam, lhes dão atenção e lhes estendem as mãos, implicando-lhes em ações socioeducativas, ajudando-lhes a recuperar a autoestima e a consciência de sua dignidade, e reivindicar reconhecimento, direitos e espaço de participação.

Por sua fé e suas ações, a semente do Reino de Deus germina, essa “árvore” cresce. Não faltam podadores. Estão de plantão. Se tentam cortá-la, fazem-na brotar com mais vigor. Consola-nos saber que a primavera e o céu no tempo certo irrompem. Não custa esperar. É preciso resistir e lutar com mais amor, sabedoria e coragem. Afinal, o falso que se impõe, mais cedo ou mais tarde perece, e o que é realmente de Deus, renasce e cresce.

O Artigo "O que é de Deus renasce e cresce" está listado em "Sobre Religião"
Leia também:
Política
É hora de gritar
O GRITO DE NOSSA GENTE
A Lição de Casa da Cidadania (campanha)
A naturalização das coisas não permite perceber
A Democracia não caiu do céu!
Cidadania
Professores em defesa da democracia
Presidente da Apeoesp ao Cidadania e Reflexão: apoio aos Comitês para a Defesa da Democracia















Quem somos Cidadania e Reflexão ® - Copyright Contato